Auguste Sander/Poesia Brasileira/Poesia Rudinei Borges

máquina de escrever

olhos

destroçam máquinas

cansados

fecham caminhos & sinas

cansados

corroem carne & lata & ferro

cansados

cochilam a invalidez dos sonhos

cansados

desenham torres & relógios

cansados

furtam eletrodomésticos

cansados

não veem Cândido Portinari

cansados

não leem Maiakovski

cansados

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

(olhos cansados não leem Maiakovski)

máquina de escrever: rudinei borges

fotografia: august sander, 1912

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s