Crônica de Rudinei Borges/São Paulo

Retornei para Sampa

São Paulo, 28 de janeiro 2010.

Já é quase meia noite. Estou de volta a São Paulo. Retornei para Sampa com um desgosto no coração. Coisa de paixão mal curada. Saudade da minha terra pequena, onde tudo vai devagar. Depois de cinco horas de voo, desci no Aeroporto de Guarulhos. Tive certo medo quando via da janela os automóveis pequeninos se movimentando em ruas iluminadas. Era estranho comtemplar aquela aglomeração de luzes formando rabiscos intermináveis. Meu Deus, é nisto que moro. Neste formigueiro. Uma pessoa aí é só mais uma pessoa. Uma casa aí é só mais uma casa. Era isso que pensei. Mas nestas duas últimas manhãs senti de volta o cotidiano das ruas, as pessoas dentro do ônibus, as pessoas nas estações de metrô, as pessoas nos bancos e nos supermercados. O silêncio no semblante de todos que vi me assustou. O cotidiano é mesmo em qualquer lugar do mundo, em qualquer cidade. Todos dormem, alimentam-se e trabalham. Isto é a vida, meu Deus. Eu não entendo. Não me contento. O que vem depois das imposições do cotidiano? Não tenho como responder, como não sei explicar a minha inquietação. Quando estou aqui sinto saudades da Amazônia; quando estou lá sinto saudades de Sampa. Por um instante perdi o meu interesse pelas cidades. Queria um pouco do silêncio do mato. Queria um pouco de paz para escrever como um louco. No entanto, não consigo escrever sem barulho, sem sussuros e gritos. Ainda não consigo. Em todo caso, estou em Sampa com uma sagacidade gigante à procura da arte dessa cidade, com vontade de levar os meus escritos e ideiais a todos.

Forte abraço,

Rudinei Borges

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s